Proext-2015-05O Edital deste ano para o Programa de Extensão Universitária – Proext teve o período de inscrições adiado para o dia 27 de abril.

As Instituições de Ensino Superior interessadas em apresentar programas e ações de extensão para o próximo ano passam a ter mais tempo para articular suas propostas.

O Patrimônio Cultural está no Edital, na Linha Temática 9 do Edital. As inscrições podem ser feitas na página do programa na internet:

http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12241&Itemid=488

O item 17 do Edital, relativo ao calendário, passa a vigorar com a seguinte redação:

17. Calendário

Lançamento do Edital – 07/02/2014

Credenciamento das IES no sistema – de 12/02/2013 até 25/04/2014

Aprovação pelas Pro-Reitorias de Extensão e encaminhamento ao MEC das propostas – Até 28/04/2014

Avaliação ad hoc das propostas – De 05/05/2014 até 23/05/2014

Avaliação pelo CTM – De 02/06/2014 até 06/06/2014

Divulgação da classificação provisória no sítio do MEC – Até 13/06/2014

Interposição de recursos – De 16/06/2014 até 25/06/2014

Avaliação dos recursos pelo CTM – De 01/07/2014 até 04/07/2014

Divulgação da classificação final – Até 11/07/2014

serie proext

Está disponível no site do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) a série Patrimônio Cultural e Extensão Universitária (Clique aqui para conhecer a página). O acesso no site é pelo menu Publicações no título Séries.

A página é dedicada à publicação de trabalhos que apresentem iniciativas analíticas, resultados de pesquisas e relatos de experiências de interesse para o debate na área de patrimônio cultural, que sejam resultados de projetos de extensão universitária. A publicação dos artigos é aberta à colaboração de professores, alunos, pesquisadores e outros interessados.

A ideia é promover a discussão e reflexão para contribuir para o desenvolvimento da Linha Temática Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro, do Programa de Extensão Universitária (ProExt), coordenado pelo Ministério da Educação. O IPHAN espera também incentivar, de modo mais amplo, o debate dos múltiplos aspectos que envolvem o patrimônio cultural em outros programas de extensão universitária dedicados à área.

O endereço para encaminhar os artigos é patrimonio.extensao@iphan.gov.br. A Coordenação de Educação Patrimonial do IPHAN pode esclarecer as dúvidas, por meio dos telefones: (61) 2024-5456, 2024-5457, 2024-5458.

Além de conhecer as páginas, ler os artigos e colaborar com a publicação, é de grande importância que cada um participe também na ampla divulgação de mais esse espaço destinado à promoção e valorização do Patrimônio Cultural Brasileiro.

ARACATI

O Programa “Aracati, Patrimônio do Ceará: por uma Cidade Educadora” é um programa em desenvolvimento pela Gestão Municipal em parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC) envolvendo toda a população para construção do plano estratégico do município. Em 2013, o processo iniciou com a participação de 127 comunidades para realizar o Plano Plurianual e, em seguida, a formação de professores da rede pública, os quais têm se dedicado em rever as condições de vida na cidade junto de seus alunos e respectivos familiares para a construção poética e compartilhada do futuro. Com o acompanhamento mais aprofundado da equipe da UFC, nas comunidades da Vila do Estevão, Ubaranas e Pedregal, tem sido possível a formação de lideranças comunitárias e grupos de jovens que participam do processo em prol da evidenciação da identidade local, resguardando a memória da população em busca de gerar uma municipalidade que educa para a sustentabilidade.

Confira o vídeo que retrata um pequeno fragmento do processo participativo de construção de uma Cidade Educadora: ARACATI CIDADE EDUCADORA.

Conheça também o Projeto Rádio Patrimônio, parte integrante do Programa Aracati Cidade Educadora. O projeto Rádio Patrimônio tem por objetivo ampliar os canais de comunicação entre diversas comunidades da cidade de Aracati, por meio da realização de oficinas e produção de programas de rádio. O foco na elaboração e execução dos programas, são as reflexões sobre patrimônio material e imaterial de cada comunidade: RÁDIO PATRIMÔNIO.

festival-de-invernoAs inscrições de propostas de oficinas e eventos culturais para o Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes foram prorrogadas até 23 de fevereiro. Um dos maiores eventos culturais de Minas Gerais, o Festival será realizado de 8 a 27 de julho de 2014, nas ruas, casas e praças tricentenárias das cidades de Ouro Preto e Mariana.

O Iphan, por meio da Casa do Patrimônio de Ouro Preto é parceiro no festival e é responsável pela curadoria de Patrimônio Cultural do evento.

O edital e as instruções para os interessados, assim como o formulário de inscrição, estão disponíveis no endereço http://www.festivaldeinverno.ufop.br/2014

5Programas e projetos de extensão universitária, propostos por universidades públicas, institutos federais de ciência e tecnologia, centros federais de educação tecnológica e instituições comunitárias poderão receber recursos de até R$ 300 mil para o seu desenvolvimento. É o que determina o edital 2015 do Programa Nacional de Extensão Universitária (ProExt), lançado no último dia 07 de fevereiro, pela Secretaria de Educação Superior (Sesu), do Ministério da Educação (MEC). O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) participa do edital desde 2009, com investimentos de R$ 17 milhões, somente na linha de Preservação do Patrimônio Cultural.

O ProExt é uma ação interministerial, coordenada pelo MEC e desenvolvida em parceria com as instituições públicas de educação superior por meio de programas e projetos de extensão universitária. O programa conta atualmente com 18 parceiros institucionais. A novidade neste ano, é a inclusão, na linha temática de patrimônio, das ações de museologia social, em parceria com a Coordenação de Museologia Social do Ibram.

De acordo com o edital deste ano, podem participar do ProExt as universidades públicas federais, estaduais e municipais, os institutos federais de educação, ciência e tecnologia, os centros federais de educação tecnológica e as instituições comunitárias.

Para a edição 2015, o edital define um aumento do valor dos recursos, que podem ser destinados a programas, com dois anos de duração (até R$ 300 mil), e a projetos, com duração de um ano (RS 100 mil). O edital de 2014 limitava os valores do último a R$ 50 mil e do primeiro a R$ 150 mil. O novo edital também permite a participação das instituições comunitárias, que não participavam nas edições anteriores.

As instituições estão abertas até o dia 28 de março de 2014 para encaminhar as propostas. As inscrições podem ser feitas na página do programa na internet: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12241&Itemid=488

UFOP

O Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana – Fórum das Artes 2014 está com inscrições abertas para propostas de oficinas e eventos culturais.

Operadores culturais, artistas, grupos, companhias e produtoras de todo o país podem se inscrever até o dia 10 de fevereiro. As propostas podem ser enviadas para as curadorias de Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Infantojuvenil, Literatura, Música, Patrimônio e UFOP com a escola.

O festival será realizado de 8 a 27 de julho de 2014, nas ruas, casa e praças tricentenárias das cidades de Ouro Preto e Mariana.

Mais informações, formulário de inscrição e edital completo: aqui.

Veja a Revista do Festival de 2013: aqui.

Fonte.

Publicação

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) lança em versão online nesta sexta-feira, dia 10 de janeiro, a publicação Educação Patrimonial: histórico, conceitos e processos. A expectativa é que a publicação seja um marco institucional que referencie as ações e experiências no âmbito da Educação Patrimonial, de forma a articular de maneira participativa as unidades do IPHAN, outras instâncias governamentais e a sociedade civil como agentes de uma política com abrangência nacional.

Produzido pela Coordenação de Educação Patrimonial (Ceduc) do Departamento de Articulação e Fomento (DAF/IPHAN), a publicação é resultado de um percurso amplo de debates, pesquisas teóricas e avaliações das práticas e ações educativas voltadas à preservação do Patrimônio Cultural, dentro e fora do IPHAN. Seu conteúdo consolida as atuais diretrizes conceituais e macroprocessos institucionais com os quais o IPHAN tem atuado. O trabalho marca o esforço em constituir o campo da Educação Patrimonial como uma área finalística, de caráter transversal e dialógico, dedicada à promoção, coordenação, integração e avaliação da implementação de programas e projetos educativos no âmbito da Política Nacional do Patrimônio Cultural.

Dividido em três partes, o livro Educação Patrimonial: histórico, conceitos e processos descreve, em primeiro lugar, a trajetória histórica de ações educativas dentro do IPHAN, destacando documentos, iniciativas e projetos utilizados como estratégia de proteção e preservação do patrimônio sob sua responsabilidade. Em seguida, volta-se para a descrição dos fundamentos conceituais que amparam as atuais políticas da área. Por fim apresenta os três macroprocessos institucionais desenvolvidos pela Ceduc: inserção do tema patrimônio cultural na educação formal; gestão compartilhada das ações educativas; e a instituição de marcos programáticos no campo das ações de Educação Patrimonial.

Para ter acesso à publicação Educação Patrimonial: histórico, conceitos e processos clique aqui.

Mais informações para imprensa:
Assessoria de Comunicação IPHAN

comunicacao@iphan.gov.br
Adélia Soares – adelia.soares@iphan.gov.br
Isadora Fonseca – Isadora.fonseca@iphan;gov.br
Mécia Menescal – mecia.menescal@iphan.gov.br
(61) 2024-5476 / 2024-5479
(61) 9381-7543
www.iphan.gov.br
www.facebook.com/IphanGovBr | www.twitter.com/IphanGovBr
www.youtube.com/IphanGovBr

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 76 outros seguidores

%d bloggers like this: