Infelizmente, informamos que a Oficina de Mapas Mentais do Terreiro Obá Ogunté (Sítio de Pai Adão) em Pernambuco foi cancelada. O Sr. Manoel Papai, babalorixá do Terreiro Ilê Obá Ogunté, por motivos de saúde, não poderá realizar a oficina, aguardaremos a saúde dele estabilizar para divulgar uma nova data para a execução das atividades previstas.

Sem título

Em comemoração aos 390 anos do Ver-o-Peso, o GGEOTUR – Grupo de Pesquisa de Geografia do Turismo, parceiro da Rede Casas do Patrimônio do Pará, convida a todos para participarem do projeto de extensão roteiro geo-turístico do complexo do Ver O Peso ao porto.
O projeto de extensão foi um dos vencedores do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, edição 2016, e tem por objetivo valorizar a memória sócio-espacial de Belém, mediante ações focadas nas práticas de turismo histórico, patrimonial e cultural. Promovendo caminhadas pelo Centro Histórico de Belém, o projeto aborda o patrimônio cultural e ambiental por meio da apresentação da geografia, produção do espaço, arquitetura e história da cidade.

Dia: 26 de março de 2017
Horário: 8h30
Saída: Hall de entrada no Terminal Turístico da Estação das Docas – (Portão da Avenida Boulevard Castilho França)

Mais informações e inscrição no link: goo.gl/forms/A6atKDSZVla3tdOx1
Evento no Facebook: facebook.com/events/281709658915771

convite Terreiro final

A Superintendência do Iphan em Pernambuco-  IPHAN/PE, juntamente com a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico- Fundarpe e o Centro de Cultura Afro Pai Adão realizarão neste sábado, 11 de março, Oficina de Mapeamento das Referências Culturais do Sítio de Pai Adão.

A ação faz parte das atividades de identificação das referências culturais do Terreiro Obá Ogunté, em processo de tombamento pelo Iphan. Uma pretensão no sentido de conhecer e dialogar sobre a territorialidade, as tradições e os bens culturais da comunidade do Terreiro Obá Ogunté visando à preservação de seu patrimônio cultural.

O terreiro Obá Ogunté, popularmente conhecido como Sítio de Pai Adão, é um dos terreiros mais antigos do Recife, considerado referência do Xangô pernambucano, no qual se pratica fundamentalmente o ritual nagô.

O terreiro já é reconhecido como Patrimônio Cultural Estadual desde 1985. Por esta razão, o Centro de Cultura Afro Pai Adão, Iphan-PE e Fundarpe se uniram para mobilização da comunidade e finalização dos estudos visando à preservação e gestão compartilhada do Terreiro Obá Ogunté como Patrimônio Cultural do Brasil.

Além da atividade, que vai utilizar a técnica de mapas mentais com a comunidade que vivencia o terreiro, a equipe do Iphan-PE fará apresentação dos tombamentos de terreiros já efetuados pelo Iphan e das novas Diretrizes e Ações do IPHAN para a preservação de bens culturais dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana.

Endereço: Estrada Velha de Água Fria, 1466, Água Fria, Recife-PE.

Dia: 11/03/2017

Horário: 9h-16h

 

convite_casa_patrimonio_iphan-es_final

Projeto pedagógico e de educação patrimonial, as Casas do Patrimônio têm como proposta estabelecer novas formas de relacionamento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) com a sociedade e com o poder público. Sua implementação é o primeiro passo para transformar as representações regionais, os escritórios técnicos do Instituto e instituições da sociedade civil em polos de referência. 

Nos dias 1 e 2 de dezembro, o Iphan e a Secretaria de Estados da Cultura do Espírito Santo realizarão a Oficina de Implantação da Casa do Patrimônio no Espírito, no Palácio da Cultura Sônia Cabral.

A oficina reunirá instituições de ensino, museus, órgãos de preservação do patrimônio natural e cultural, associações, escolas e demais interessados para uma conversa sobre o conceito das Casas de Patrimônio e sobre as experiências de diferentes regiões do país onde o projeto já está em pleno funcionamento.

Durante o evento será formada uma rede de parceiros da Casa do Patrimônio no Espírito Santo e será estruturado coletivamente um plano de trabalho para posterior celebração de Acordo de Cooperação Técnica, conforme explicitado no Chamamento Público.

 

Casas do Patrimônio
Com o objetivo de qualificar e atender a população residente, estudantes, professores e turistas, as Casas do Patrimônio buscam conferir transparência e ampliar os mecanismos de gestão da preservação do patrimônio cultural. 

 

Apoiando-se principalmente em ações educacionais, em parceria com escolas, instituições educativas formais e informais e demais segmentos sociais e econômicos, as Casas do Patrimônio devem atuar de maneira articulada com outras políticas públicas, especialmente aquelas promovidas pelos Ministérios da Educação, Cultura, Cidades, Justiça, Turismo e Meio-Ambiente, bem como pela gestão executiva dos Estados, do Distrito Federal e municípios.

Chamamento Público: chamada-publica-no-01-2016

Programação:

1º dia – 01/12/2016

Manhã (09:00hs a 12:30h)

– Abertura;

– Fala da Superintendência do Iphan no Espírito Santo;

– Apresentação sucinta das instituições/entidades presentes (todos);

– Preenchimento da ficha de Dados das Entidades;

Coffee Break

– Apresentação do conceito e diretrizes de Educação Patrimonial – Iphan (equipe Ceduc/DAF/Iphan);

– Apresentação sobre o Projeto Casas do Patrimônio do Iphan (Ceduc/DAF);

Almoço (12:30hs às 14:00hs)

Tarde (14:00hs às 18hs)

– Abertura da fala para todas as entidades presentes;

– Construção da Minuta do Plano de Trabalho a partir da reflexão das seguintes questões:

– O que você espera da Casa do Patrimônio no Espírito Santo?

– Quais ações que já desenvolve, relacionadas à Educação Patrimonial, Patrimônio, Cultura, entre outros?

– Quais ações pretende realizar durante a parceria?

Coffee Break

– Proposições de ações e parcerias durante as falas das instituições/entidades presentes

2º dia – 02/12/2016

Manhã (09:00hs a 12:30h)

– Continuação da construção da Minuta do Plano de Trabalho;

Coffee Break

– Proposições de ações e parcerias durante as falas das instituições/entidades presentes

Almoço (12:30hs às 14:00hs)

 Tarde (14:00hs às 18hs)

– Continuação;

– Apresentação da sistematização;

– Discussão/debate com o grupo;

Coffee Break

– Leitura e aprovação da minuta do Plano de Trabalho construído coletivamente;

– Assinatura da Carta de Intenções;

– Envio por email de todos os documentos produzidos durante a Oficina;

– Encaminhamento para próximos passos:

– data da próxima reunião;

– periodicidade dos encontros;

– grupo de responsáveis;

Serviço
Oficina de Implantação da Casa do Patrimônio no Espírito Santo
Data: 1 e 2 de dezembro, das 9h às 18h
Local: Palácio de Cultura Sônia Cabral
Endereço: Praça João Clímaco, s/n, Centro – Vitória-ES
E-mail: iphan-es@iphan.gov.br
Telefone: (27) 3223-0606 / (27) 3223-6807

whatsapp-image-2016-10-28-at-01-42-43

No dia 13 de novembro de 2016 ocorrerá, em Belém (PA), o roteiro geo-turístico do complexo do Ver O Peso ao porto, projeto de extensão realizado pelo GGEOTUR – Grupo de Pesquisa de Geografia do Turismo, parceiro da Rede Casas do Patrimônio do Pará, que atua na Faculdade de Geografia da Universidade Federal do Pará.

O projeto de extensão foi um dos vencedores do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, edição 2016, e tem por objetivo valorizar a memória sócio-espacial de Belém, mediante ações focadas nas práticas de turismo histórico, patrimonial e cultural. Promovendo caminhadas pelo Centro Histórico de Belém, o projeto aborda o patrimônio cultural e ambiental por meio da apresentação da geografia, produção do espaço, arquitetura e história da cidade.

O roteiro se iniciará às 8:30 da manhã com saída no hall de entrada do Terminal Turístico da Estação das Docas – (Portão da Avenida Boulevard Castilho França).

 

Mais informações e ficha de inscrição podem ser obtidas no link: https://goo.gl/forms/M9RY2Z1Zef0fAX2r2

congresso

O  III Congresso Internacional de Educação Patrimonial será centrado na análise, inovação e reflexão de ações educativas para a preservação do patrimônio cultural , tendo como foco os vínculos transibéricos. Brasil e Portugal foram convidados para apresentar suas estratégias educativas nesse campo.

Este terceiro congresso, é organizado pelo  Instituto do Patrimônio Cultural da Espanha – IEPC, pela Comunidade de Madrid e pelas Universidades de Valladolid e do País Basco. Os países convidados apresentarão suas ações que têm enfoque em abordagens mais participativas, inclusivas e sociais.

A conferência inaugural do evento terá a participação da Coordenadora Sônia Regina Rampim Florêncio da Coordenação de Educação Patrimonial – CEDUC do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, que abordará o tema Educação Patrimonial e participação social.

O III CIEP  será realizado no período de 26 a 28 de Outubro de 2016 no Complexo Cultural El Águila em Madrid

 

Para maiores informações:

III Conferência Internacional sobre Educação Patrimonial

“A intensa programação inclui oficinas, rodas de diálogos, exposições e contará ainda com a presença da coordenadora de Educação Patrimonial do Instituto do Patrimônio histórico e Artístico Nacional (Iphan), Sônia Rampim, que ministrará no Seminário Participação Social e Educação Patrimonial”.

Maiores Informações: <http://portal.iphan.gov.br/noticias/detalhes/3756/pernambuco-se-prepara-para-comemorar-dia-nacional-do-patrimonio-historico&gt;folderixsemanainternet

%d bloggers like this: